Salvador

O que fazer em Salvador na Bahia

Saiba o que fazer em Salvador. Confira aqui tudo o que você pode fazer em sua viagem pela Bahia! Indicamos abaixo os melhores passeios, atrações e atividades para fazer nesta enorme capital baiana. Saiba mais:

Forte em Salvador, na Bahia

E se você está planejando viajar para a capital baiana, não deixe de ver também a nossa matéria de como economizar muito na viagem a Salvador e Bahia, com todas as dicas para gastar menos em tudo o que for fazer por lá, e aproveitar mais!

1. Explorar a região da Barra

A primeira dica de o que você deve fazer em Salvador na Bahia é conhecer a área mais falada da cidade. Provavelmente a região mais famosa de Salvador, a Barra é cheia de atividades e lugares turísticos para você explorar. E, de fato, é uma região imperdível para qualquer um que vai à capital baiana! É lá que você encontrará a praia do Porto da Barra (que não é a mais incrível de Salvador, mas ainda assim vale ser visitada), e o Farol da Barra, o principal cartão-postal da cidade, que demarca a entrada da Baía de Todos os Santos. Um passeio tradicional e completamente gratuito!

Farol da Barra em Salvador, na Bahia

A Barra é uma região linda – e o farol, em especial, é muito procurado por quem quer assistir ao pôr do sol. Ele funciona como mirante, e seu forte abriga o Museu Náutico da Bahia, que tem um acervo de itens militares, artigos náuticos e até reproduções de embarcações em miniatura. O forte/museu, neste caso, tem entrada paga (cerca de R$ 15, ou R$ 5 para residentes).

2. Ir ao Elevador Lacerda

Outro ponto turístico de Salvador é o Elevador Lacerda, criado em 1873 como um transporte público da cidade, para unir a área mais alta (a do Pelourinho) à área mais baixa da cidade (onde fica o Mercado Modelo). O local tem MUITA história e ainda preserva uma das vistas mais lindas de Salvador, quando se está lá no alto dos 63 metros do elevador. Só fique atento aos ambulantes, que costumam ficar na entrada e saída do local vendendo itens e passeios. O valor é de menos de R$ 0,50 por pessoa, por trecho!

Elevador Lacerda em Salvador, na Bahia

3. Conhecer o Mercado Modelo

A visita ao Mercado Modelo, que fica logo abaixo do Elevador Lacerda (ver foto acima), é uma experiência a parte na lista de o que fazer em Salvador na Bahia. Nele você encontrará souvenires, roupas, intrumentos baianos, elementos do candomblé, doces (não deixe de comprar uma cocadinha para si ou para os amigos!), artesanatos e, claro, alguns restaurantes tradicionais. O local costuma estar cheio, então como em qualquer lugar lotado, preste atenção aos seus pertences. De forma geral, a visita ao Mercado Modelo é tranquila e vale muito a pena!

Alguns itens que achamos que vale a pena comprar lá:

  • Quadros, pequenas esculturas, imagens e máscaras para decoração de casa
  • Colares e outras bijouterias com o estilo baiano
  • Doce de Caju
  • Bebidas alcóolicas diferentes de tudo o que você já viu, vendidas e garrafinhas
  • Fitinhas coloridas do Senhor do Bonfim
  • Instrumentos como o berimbau, para quem gosta de música
  • E, claro, caixas de cocadinha!

Mercado Modelo de Salvador

4. Passear pelo Pelourinho

Lindo, histórico e imperdível. O Pelourinho é o coração de Salvador, cheio de lojas, restaurantes e cenários encantadores. Para chegar até lá, você pode pegar o Elevador Lacerda para cima e caminhar até o Largo do Pelourinho. Nele você verá a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a grande cruz no centro do Pelourinho, bares com sabores exóticos de caipirinha; poderá ouvir músicos tocando na rua, comprar artigos únicos e provar as delícias da Bahia – desde pratos típicos até sorvetes e pizzas. É um passeio cheio de cores e ideal para conhecer Salvador de verdade, pois o local ainda preserva os marcos coloniais, com azulejos portugueses e esculturas douradas.

Pelourinho de Salvador

5. Ir até a Basílica do Senhor do Bonfim

Fiel ou não, é difícil não se impressionar com a Basílica Nosso Senhor do Bonfim em Salvador. Datada do século 18, a estrutura da igreja tem traços neoclássicos e rococó, mas o que acaba chamando mais a atenção dos turistas é sua fachada, lotada de fitinhas do Senhor do Bonfim coloridas. É incrível! A tradição é chegar até lá a pé (já que a igreja está localizada no topo de um morro, mas que também tem acesso via carros) e amarrar uma fitinha na fachada da igreja, enquanto faz um pedido. A entrada para a igreja é gratuita.

Dica extra: se estiver viajando em janeiro, fique atento, pois em todos os anos ocorre a lavagem das escadarias da igreja, ou simplesmente “Lavagem do Bonfim”, que é um evento super importante para a cidade. Trata-se de um cortejo que sai da Igreja da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, e que ocorre na quinta-feira após o primeiro domingo pós-Dia de Reis (6 de janeiro). Por exemplo, se o Dia de Reis cair em uma quarta-feira, a Lavagem ocorrerá na quinta-feira da semana seguinte, já tendo passado um domingo.

Basílica do Senhor do Bonfim em Salvador, na Bahia

6. Visitar o Museu Afro-Brasileiro

Nem todo turista em Salvador tem tempo para visitar um museu, mas se você tiver, opte por essa visita! No Museu Afro-Brasileiro você encontrará um acervo garimpado pelo antropólogo-fotógrafo Pierre ‘Fatumbi’ Verger, que apreende instrumentos, cerâmicas, tecidos, esculturas, máscaras e muito mais de nações yorubá, dentre outras. Há muitos artigos relacionados ao candomblé (como os painéis de Carybé que retratam os orixás entralhados em madeira), ao Carnaval, à capoeira e vários outros elementos da cultura baiana.

Quanto custa? os ingressos para o museu custam R$ 6 a inteira, ou R$ 3 para estudantes com identificação e idosos com mais de 60 anos. Crianças com até 5 anos de idade não pagam.

Museu Afro-Brasileiro em Salvador, na Bahia

7. Fazer um bate e volta para Praia do Forte

Tendo um dia extra em sua viagem a Salvador, não perca tempo e vá para a Praia do Forte. Essa vila linda baiana fica a 1h30 do centro da cidade (ou 1h do aeroporto de Salvador), e é um passeio lindíssimo! Lá você poderá conhecer o Projeto Tamar, passear pelo centrinho, relaxar na Praia de Portinho em frente à igreja local e muito mais. A estrutura de vilarejo de praia se preserva há muitos anos, e seu centrinho comercial ainda tem a aparência de vila de pescadores, mesmo que com novos restaurantes e lojinhas de artesanato.

Dica extra: o Projeto Tamar é o ponto principal da Praia do Forte, como já dissemos, com tanques enormes de tartarugas gigantes e pequenininhas, e demais animais marinhos, como arraias, tubarões etc. Se estiver viajando em outubro ou meses seguintes, aproveite que é a época de desova e assista ao momento junto com os instrutores do Projeto Tamar! É lindo ver as tartaruguinhas saindo de seus ovos e caminhando até o mar!

Praia do Forte na Bahia

– Como chegar à Praia do Forte?

A forma que sempre utilizamos para ir de Salvador para Praia do Forte é o carro, que costumamos alugar logo no começo da viagem, para conseguir fazer tudo com ele. O aluguel de carro em Salvador e no nordeste, de forma geral, é muito mais barato do que as pessoas imaginam, e acaba sendo muito mais fácil de chegar à Praia do Forte com um. E se você quiser alugar um carro, recomendamos que o faça com a maior antecedência possível (para pagar um valor menor), e utilize um comparador de preços, que faz um levantamento em todas as principais locadoras de carro, e encontram todos os modelos e preços disponíveis do mercado. Nós costumamos usar dois comparadores, que são os melhores:

  1. Comparador de aluguel de carros brasileiro: Maior comparador do Brasil, parcela em até 12 vezes, não tem IOF e o pagamento é feito em reais.
  2. Comparador de aluguel de carros internacional: Maior comparador do mundo, tem mais empresas na sua busca, encontra preços imbatíveis e promoções incríveis.

Aluguel de carro na Bahia

8. Conhecer a Casa do Rio Vermelho de Jorge Amado

A Casa do Rio Vermelho, ou casa-museu de Jorge Amado e Zélia Gattai, é uma atração cultural incrível. Trata-se da casa verdadeira em que o casal viveu por 30 anos, e que hoje está aberta ao público (com ingresso pago), com muitos móveis originais. As obras dos dois autores estão por toda a casa, e objetos pessoais podem ser vistos em todos os cantos. Além de que há telões que exibem a trajetória deles, na arte, gastronomia, vida pessoal e demais áreas.

Quanto custa? os ingressos saem por R$ 20, ou R$ 10 para estudantes com carteira de identificação e pessoas a partir dos 60 anos de idade. Crianças menores de 6 anos não pagam.

Casa do Rio Vermelho de Jorge Amado

Quem gosta do escritor de “Capitães da Areia” ainda pode conhecer a Fundação Casa de Jorge Amado, que ocupa um casarão no largo do Pelourinho. É uma instituição cultural com núcleo de pesquisa, documentos de Jorge Amado e da literatura baiana, e promoção de oficinas, palestras etc. É mais um item na lista de o que fazer em Salvador na Bahia, para quem gosta de cultura.

Fundação Casa de Jorge Amado no Pelourinho

9. Tomar um sorvete na sorveteria da Ribeira

Uma dica mais diferenciada de o que fazer em Salvador na Bahia é a visita à sorveteria da Ribeira. A sorveteria, em si, é simples, mas a experiência de estar nela é algo único de Salvador. Aproveite para experimentar sabores únicos de sorvete, como acerola, cupuaçu, mangaba, siriguela etc, ou mesmo o de coco verde, que é um dos favoritos dos visitantes. Está aberta todos os dias, desde cedo até tarde da noite!

Sorveteria da Ribeira

10. Fazer um passeio de barco para as ilhas

Outro passeio que vale a pena fazer em Salvador é o de barco, escuna ou catamarã para as ilhas próximas. Nós indicamos MUITO esse passeio, em especial o que vai para a Ilha dos Frades (foto abaixo), que é uma ilha super reservada, que não recebe muitos visitantes por dia, e tem água esverdeada, cristalina, quentinha e sem ondas. É um passeio lindo, que dura cerca de 6 horas. Além da Ilha dos Frades, há outras duas ilhas que formam a Baía de Todos os Santos, também incríveis: a Ilha de Itaparica (que é a maior das três e a mais procurada) e a Ilha de Maré.

Ilha dos Frades, na Bahia

Inclusive, indicamos muito o passeio de uma agência de lá, que vai para a Ilha dos Frades e a Ilha de Itaparica, e que inclui almoço e guia turístico. O tour dura 8 horas e sai por R$ 215. É um preço muito bom mesmo, e a empresa que oferece o passeio é oficial, credenciada, e muito confiável. Para saber mais, leia abaixo na nossa indicação de “como pagar menor nos passeios por Salvador”.

11. Ver o Dique do Tororó

Esta é nossa última dica de o que fazer em Salvador na Bahia: o Dique do Tororó é um ponto turístico que vale a pena conhecer, mesmo que rapidamente. Trata-se de uma área que compreende o estádio da Fonte Nova (onde ocorreram os jogos da Copa) e uma lagoa com os oito orixás flutuantes, reproduzidos em tamanho grande em 1998. É lindo!

Dique do Tororó em Salvador

12. Conhecer Morro de São Paulo

Muita gente também vai para Salvador para conhecer Morro de São Paulo. Trata-se de um distrito da ilha de Tinharé com cenários paradisíacos, cheio de praias com corais e peixinhos, além de restaurantes flutuantes e fortalezas antigas. Alguns pontos de interesse de Morro de São Paulo são as praias (divididas em Segunda Praia, Terceira Praia, Quarta Praia…) e a Igreja da Nossa Senhora da Luz. Mas, de forma geral, o passeio pela vila em si, onde não passa nenhum carro, é apaixonante!

Praia de Morro de São Paulo

Para esse passeio, também é preciso fazer uma reserva com uma agência. Nós indicamos a mesma que a do passeio às ilhas da Baía de Todos os Santos, pois nós conhecemos o trabalho deles e confiamos. Abaixo falamos mais sobre o serviço, mas se já quiser entrar em contato com a empresa, clique aqui e deixe seu nome e telefone, que eles entrarão em contato por whatsapp e darão um ótimo atendimento.

13. Viajar para Barra Grande

A vila de Barra Grande, localizada na Península de Maraú (litoral Sul da Bahia), tem uma beleza rara, cheia de praias naturais com águas claras, mangues, mata atlântica e vida selvagem. Uma vez lá, não deixe de conhecer a Praia Ponta do Mutá, a Praia Barra Grande e a Praia da Ilha do Goió, que são as principais. E, sim, o passeio também é oferecido pela agência que indicamos acima! O ideal é passar ao menos uma noite no local, para a viagem não ser tão cansativa.

As águas de Barra Grande

14. Se encantar com a Lagoa de Abaeté

A Lagoa de Abaeté é uma lagoa belíssima, localizada em uma área de proteção ambiental do Parque Metropolitano Lagoas e Dunas do Abaeté, no bairro de Itapuã, em Salvador. É possível entrar na lagoa, mas respeite a sua sinalização de profundidade, uma vez que pessoas já se afogaram nela! Há um parquinho para crianças, restaurantes com música ao vivo e bares nas proximidades. No entanto, não é o lugar mais seguro do mundo – preste atenção especialmente na área da rampa que dá acesso à lagoa. O melhor é subir de ônibus ou carro.

Lagoa do Abaeté em Salvador

Qual a melhor forma de garantir os passeios para Salvador?

Para conseguir economizar de verdade com os passeios e seguir toda a lista de o que fazer em Salvador na Bahia, é preciso se planejar. Não dá para fugir disso: um bom planejamento é o que vai resultar em uma boa economia. Portanto, antes de viajar, defina todos os lugares que deseja conhecer na capital, e já faça a reserva daqueles que tiverem entrada paga ou limitada. Isso vale especialmente para os passeios para a Ilha dos Frades, Ilha de Itaparica, Guarajuba, Morro de São Paulo, Barra Grande, Boipeba etc, que são passeios SUPER turísticos e procurados.

Centro histórico em Salvador

Você até pode deixar para comprar os passeios lá, na hora, mas nós não recomendamos. Especialmente no caso do nordeste, é comum que os lugares para determinados passeios se esgotem, ou que você perca preciosos minutos da viagem procurando uma boa opção de compra. Fora que você ainda corre o risco de fazer o passeio com uma empresa não credenciada ou que não seja de confiança. Por isso, indicamos sempre que você compre seus passeios enquanto ainda estiver em casa, pela internet, independente da viagem.

Ilha dos Frades em Salvador

Sempre compramos nossos passeios com uma empresa oficial, que tem preços muito em conta. Eles são muito bons e oferecem um atendimento super prestativo, humanizado e confiável. Se quiser, é só entrar aqui e deixar seu nome e telefone, que eles entrarão em contato por whatsapp e darão um ótimo atendimento. É bem fácil, e nós realmente recomendamos por ser uma empresa ótima, que nos passou muita segurança. Gostamos também porque dá para comprar todos os passeios da viagem em um só lugar (o que é muito mais fácil e seguro), porque eles têm todos! A comodidade e segurança são garantidas. É a melhor forma de comprar os passeios como os que citamos nessa lista de o que fazer em Salvador na Bahia.

Como achar ótimos hotéis por preços incríveis em Salvador?

Uma boa dica para encontrar o hotel ideal na capital, na região que você quiser e com a garantia de uma boa hospedagem a preço justo, é usar esse Pesquisador de Hotéis em Salvador. Nós sempre usamos em nossas viagens, pois é o maior site de reservas de hotéis de todo o mundo, e por isso é o melhor lugar para reservar com confiança e segurança. Ele tem todos os hotéis de Salvador e do resto do mundo nas suas pesquisas, e oferece preços imbatíveis por causa da forte negociação que tem com os hotéis.

Dentro dele, nós fizemos um mapa personalizado bem legal que indica os melhores hotéis para se hospedar dentro da região que consideramos a melhor da cidade. É só clicar aqui para ver o mapa. Quando ele abrir, feche-o, coloque a data da sua viagem no buscador, clique em “pesquisar” e depois clique em “mostrar mapa” para abri-lo novamente, com os hotéis disponíveis e preços já na sua data da viagem.

Mapa das melhores áreas para se hospedar em Salvador

O buscador ainda oferece cancelamento GRÁTIS para a maioria dos hotéis. Ou seja, dá para reservar o seu hotel na hora, para garantir o preço (já que eles mudam de um dia para o outro, e os quartos nos melhores hotéis esgotam rápido), e se depois você encontrar um melhor, ou não quiser ficar nele, é só cancelar. É super simples e sem custo algum.

Hotéis em que já nos hospedamos e recomendamos demais:

Piscina de hotel de luxo em Salvador

Veja mais matérias imperdíveis de Salvador:

Quanto custa viajar para Salvador: todos os gastos para você calcular sua viagem
Onde ficar em Salvador: os melhores bairros e regiões para se hospedar na cidade

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *